Todo cliente quer receber produtos de qualidade. Mas quando se trata de algo que envolve sentimentos, por exemplo, convites de casamento ou álbuns de fotografias, aí é que a exigência dele será ainda maior

Quem tem gráfica sabe que há vários tipos de papéis para impressão que podem ser utilizados no dia a dia. Mas quando queremos encantar o cliente, é fundamental escolher a opção mais acertada para aquele tipo de serviço. Quando o trabalho envolve questões sentimentais do cliente (como casamento, formatura, álbuns), quais tipos de papéis para impressão você está oferecendo? Os mesmos que a concorrência? Aqui na Helioprint, empresa sediada em Blumenau-SC e que oferece diversos tipos de soluções para gráficas, sabemos que existem centenas de papéis diferenciados que você pode oferecer para encantar seus clientes. As pessoas querem, sobretudo hoje em dia, ser exclusivas. Por isso, quem oferece algo diferente fideliza o cliente. Quer se diferenciar? Neste artigo, vou mostrar mais de 15 tipos de papéis para impressão gráfica que você pode oferecer para seus clientes.

Tipos de papéis para impressão mais usados

A princípio, existem dezenas de tipos de papéis para impressão gráfica, cada um com características únicas. Confira a lista abaixo dos papéis mais usados em impressão gráfica:
  • Jornal;
  • Kraft;
  • OffSet;
  • Supremo;
  • Couché;
  • Reciclado;
  • Papel revista;
  • Papel fotográfico;
  • Cartolina;
  • Papel cartão.
Se você está montando sua gráfica rápida, alguns dos papéis acima serão essenciais para o seu negócio. Aliás, eles serão a base da maioria dos trabalhos. Mas por que parar no básico? Vamos adiante! A seguir, vou te mostrar os papéis especiais que você pode oferecer para os clientes.

#1: Papel vergê

tipos de papel para impressão - vergêO papel vergê é um tipo de papel muito usado para fazer convites de casamento e artesanatos. Ele é mais duro que o papel sulfite e, no entanto, mais fino que a cartolina. Sua textura, em relevo, é levemente rugosa, com pequenas linhas paralelas. Perfeito, portanto, para artigos que requerem sofisticação. Onde usar? O papel vergê é indicado, primordialmente, para imprimir certificados, diplomas, convites, folhetos, cartões de visita e até mesmo fazer artesanato. Gramatura: Normalmente de 80 a 180 g/m².

#2: Papel Fine Art

Fine art é uma técnica de impressão de obras de arte. Essa técnica exige uma série de requisitos muito complexos e precisos. Um desses requisitos é o papel. Os papéis para fine art precisam ser extremamente resistentes ao tempo (mais de 60 anos), e suportar a melhor qualidade de impressão. Alguns papéis fine art são:
  • Photo Glossy;
  • Photo Rag;
  • Canvas.
Cada categoria de papel é feita para enaltecer a imagem da obra original. As marcas mais famosas de papéis fine art são: Canson e Hahnemuhle. Onde usar? Em fotografias, mas sobretudo em quadros e obras de arte em geral. Gramatura: Desde 80 a mais de 400 g/m².

#3: Papel de linho

O papel de linho é o tipo de papel ideal para quem procura alta qualidade de impressão com sofisticação. Isso porque sua superfície é fosca e a textura lembra o tecido linho. Embora seja muito usado em convites, cartões e embalagens, o papel de linho também é excelente para artesanatos. Além disso, este papel é altamente resistente a altas temperaturas. Onde usar? Principalmente em materiais sofisticados, podendo ser convites em geral, folhetos, cartões de visitas, embalagens, artesanato, cartazes, fotografias e outros. Gramatura: Normalmente de 80 a 200 g/m².

#4: Papel aspen

O papel aspen é o tipo de papel ideal para impressão de convites de luxo. Liso e brilhante, com aspecto metalizado/perolado, pode ser encontrado em diversas cores. Uma característica interessante deste papel é que a superfície muda de cor de acordo com a luminosidade do ambiente. Portanto, dependendo do contexto, pode impactar positivamente seu cliente. Onde usar? A princípio, nos convites em geral, mas também em cartões de visitas e outros artigos de luxo. Gramaturas: De 120 à 240 g/m².

#5: Papel majorca

O papel majorca é da mesma linha do papel aspen. Sua superfície é lisa com aspecto metalizado/perolado. Assim como o aspen, as cores também são influenciadas pela luminosidade do ambiente. Pode ser encontrado em diversas cores e tons, porém, a cor mais comum é o dourado. Onde usar? Convites em geral, cartões de visitas e outros impressos especiais. Gramaturas: De 120 a 200 g/m².

#6: Papel vegetal

O papel vegetal é fabricado com fibra de celulose pura, ou seja, sem adição de químicos. Este tipo de papel é muito usado para fazer desenhos, pois possui transparência parcial. Além disso, é excelente para acabamentos de convites. Outro detalhe importante: formação do papel é rígida, isso faz com que o papel vegetal possa ser dobrado sem que a fibra seja quebrada. Onde usar? Sobreposição de convites, artesanato, catálogos, bem como em outros impressos especiais. Gramaturas: Normalmente 180 g/m².

#7: Papel diamond

O papel diamond é conhecido popularmente como papel casca de ovo - por conta de sua superfície porosa. Por ser um papel grosso, o diamond é bastante resistente. Os impressos feitos com este papel ganham aspecto requintado. Você pode encontrar papéis diamond em diversas cores e estampas. Assim, pode deixar a criatividade fluir à vontade! Onde usar? Convites, catálogos, folders, cartões de visitas, cartões de Natal, assim como em outros impressos especiais. Gramaturas: Normalmente 250 g/m².

#8: Papel design white

Este papel é macio, pois possui uma quantidade razoável de algodão em sua composição. Com uma leve textura quadriculada, o papel design white é ideal para impressões de alta qualidade. A maciez do papel adiciona um toque de luxo ao impresso. Em suma, ele é bastante elegante. Onde usar? Convites em geral, catálogos e, do mesmo modo, em outros impressos especiais. Gramaturas: 250 g/m².

#9: Papel fotográfico

O papel fotográfico, como o nome já diz, é um tipo de papel para impressão de fotografias. Os mais comuns são compostos do mesmo material que o papel couché, porém, com uma camada extra de polietileno. Aliás, essa camada extra adiciona mais resistência e brilho ao papel. Existem diversos tipos de papéis fotográficos, tais como:
  • Matte;
  • Glossy;
  • Microporoso;
  • De linho.
Todavia, vale lembrar que dentro dessas categorias existem papéis com diferentes texturas e superfícies. Onde usar? Sobretudo em fotografias. Gramaturas: De 90 a 120 g/m².

#10: Papel duplex

O papel duplex é composto por duas camadas que podem ter cores e composições diferentes. Justamente por ser "composto", ele é mais grosso. Por isso, indicado para embalagens personalizadas. Onde usar? Como o papel duplex é mais grosso, use primordialmente para fazer caixas, sacolas e embalagens em geral. Gramaturas: De 250 a 350 g/m².

#11: Papel offset

O papel offset é fosco e branco dos dois lados, parecido com o papel sulfite. Possui alta resistência contra umidade e absorve mais tinta que os outros papéis por não conter nenhum tipo de revestimento. Além disso, é um dos papéis mais baratos do mercado. Onde usar? O papel offset é ideal para produtos que receberão textos, por exemplo, papéis timbrados, miolos de livros, folhetos, envelopes, agendas, cartas, blocos, cartazes e até selos. Todavia, as pessoas também utilizam o papel offset para muitos outros fins, incluindo a confecção de folders, panfletos e uma infinidade de materiais gráficos. Gramaturas: De 56 a 240 g/m².

#12: Papel reciclato

O papel reciclato é um papel de alta resistência, feito com restos de papel offset ou sulfite. O processo de reciclagem dá ao papel o tom marrom e a textura áspera. Utilizar este papel pode transmitir valores ecológicos e sustentáveis. Por isso, é muito usado entre empresas que preservam valores ecologicamente corretos. Porém, o custo é maior que o papel offset ou sulfite. Onde usar? Ideal para papéis timbrados, blocos de notas, hot stamping, miolos de agendas, cartões de visita e cartazes. No entanto, ele vem sendo utilizado em uma gama cada vez maior de trabalhos. Gramaturas: De 90 a 120 g/m².

#13: Papel supremo

O papel supremo é muito resistente devido à alta gramatura, e sua textura é extremamente lisa. Entre as "opções comuns", pode ser considerado o papel mais liso e resistente, portanto, indicado para impressões de alta qualidade e acabamento. Curiosidade: o nome "supremo" é apenas comercial. Na verdade, esse papel se chama "cartão triplex". Onde usar? Calendários, imãs, pastas, embalagens, cartões de visita, bem como em marcadores de página, encartes e convites. Gramaturas: De 250 a 350 g/m².

#14: Papel couché

O papel couché é bastante liso e possui uma camada de revestimento adesivo. É um dos tipos mais usados em gráficas, pois tem excelente custo-benefício, sendo um dos preferidos do público em geral. A principal aplicação desse tipo de papel é o cartão de visita. Os tipos mais comuns são:
  1. Papel couché fosco;
  2. Papel couché com brilho.
Ambos são lisos e uniformes, porém, a camada de revestimento do couché com brilho reflete mais luz, e por isso é mais brilhante que o fosco. O aspecto super brilhante do couché com brilho deixa as cores mais vivas, porém, em alguns casos pode dificultar a leitura. Todavia, ambos são indicados para quem busca alta qualidade de impressão. Onde usar? Ideal para flyers, catálogos, folders, folhetos, cartazes, malas diretas, revistas, mas também em cartões de visita, tags, capas de livros e muito mais. Gramaturas: De 90 a 350 g/m².

#15: Papel Kraft

O papel kraft não recebe branqueamento no processo de fabricação, preservando a cor original da madeira. Sua resistência é extremamente alta! Por isso, é o tipo de papel ideal para a confecção de embalagens, sacolas e caixas em geral. É possível encontrar papel kraft em cores como branco, laranja, amarelo e tons de azul. Muitos designers e desenhistas gostam de usar o papel kraft em suas artes. Onde usar? Tanto em sacolas, embalagens de produtos e caixas em geral, quanto em projetos artísticos. Gramaturas: De 30 a 115 g/m².

#16: Papel jornal

O papel jornal é feito a partir de pasta mecânica. Muito usado pela indústria gráfica de grandes tiragens. sua textura pode variar entre áspera, lisa ou acetinada. A qualidade de impressão neste papel é baixa. Onde usar? Jornais, revistas, blocos, folhetos e, igualmente, em materiais promocionais.

#17: Papéis transfer e sublimático

Os papéis transfer e sublimático são específicos para aplicações de transferência de imagens em objetos - como canecas e camisas. Através de um equipamento especial, a tinta do papel evapora e gruda no objeto destinado. Onde usar? Canecas, squeezes, azulejos, tecidos e outros.

#18: Papel cartão

O papel cartão só é encontrado em gramaturas mais altas. Para dar uma noção, este papel é mais duro que cartolina, porém, não tanto quanto o tipo papelão. Pode ser encontrado em diversas cores, mas somente um dos lados é colorido. Onde usar? Caixas, molduras de quadros e embalagens em geral. Gramaturas: De 180 a 240 g/m².

Helioprint: trazendo soluções para você

tipos de papéis para impressão2

Espero que esse artigo sobre tipos de papéis para impressão seja útil de alguma forma. Lembro que a Helioprint atua em diversas frentes. Além do outsourcing de impressão, oferecemos soluções para a área médica, área gráfica e o varejo (supermercados e afins). Até a próxima. Como montar uma gráfica digital