Saiba como aumentar as vendas e melhorar sua comunicação com os clientes com estratégias de marketing em supermercados.

Quando o assunto é marketing em supermercados, o comportamento do consumidor é regra. Você pode até definir a persona que compra no seu estabelecimento, mas o segmento consegue abraçar qualquer público.

A forma de adquirir os produtos no supermercado está mudando. Quem era consumidor no Brasil durante os anos 80 e 90 lembra da oscilação de preços descomunal da época. Os preços quase dobravam de um mês para o outro. Isso porque a inflação ultrapassou 80% ao mês durante o período do governo Collor.

Esse fato fez com que os consumidores criassem o hábito das famosas compras mensais. Para evitar de comprar um produto por determinado preço e na semana seguinte o valor estar muito maior. Há quem mantém esse comportamento até hoje, mesmo que a inflação esteja controlada.

Os jovens que foram morar sozinhos depois dos anos 2000 enxergam as compras semanais mais vantajosas para a rotina da casa. Adquirir frutas e verduras mais frescas e decidir em cima da hora o cardápio são alguns dos fatores para essa escolha.

Com essas duas situações podemos ver que o comportamento do consumidor está muito ligado ao cenário anterior. Por isso, as estratégias que devem ser utilizadas no futuro, terão como base o momento presente.

Atualmente as adaptações estão sendo mais rápidas e momentâneas para atender ao público. Por conta disso, o passado não está mais tão distante e pode ser considerado há um mês atrás no ponto de vista da tecnologia.

Cenário atual e os supermercados

Se analisarmos dois ou três meses atrás, as necessidades do consumidor mudaram bruscamente. Diante de uma pandemia e crise econômica, a forma como o brasileiro gasta o seu dinheiro mudou. Novas prioridades surgiram e o consumo superficial ficou no final da lista.

Por outro lado, os supermercados puderam perceber que a ordem dos fatores não alteram o resultado. Menos frequência de compra, porém o carrinho mais cheio. Mesmo com menos gente indo até o supermercado, o valor final da compra não diminuiu. Apenas menos gente comprando para um número maior de pessoas.

Como as prioridades mudaram, os itens mais vendidos também. Segundo uma pesquisa da Dotz, divulgada pelo site da Revista Exame, as pessoas estão cozinhando mais em casa. Os itens mais vendidos, depois do álcool para limpeza, são alimentos que necessitam de algum preparo como feijão e farinhas.  

Com o conhecimento de como as pessoas estão se comportando e consumindo dentro do seu negócio, a hora de aplicar estratégias chegou.

A busca semanal por alimentos frescos

Produtos de limpeza, alimentos em grãos, farinhas e vários itens do supermercado facilitam compras espaçadas, como as mensais, por exemplo. Mas alimentos como o pão, mesmo em tempos de crise não saem da mesa do brasileiro.

As donas de casa podem até deixar passar a compra de uma farinha vencida, mas conferir a validade do pão é lei. Esse tipo de preocupação faz com que uma família, adquira alguns itens com maior cuidado e frequência.

Escolher alimentos na padaria do supermercado e estocar está fora de cogitação. Por isso, o consumidor tende a ir mais vezes ao supermercado.

Com essas informações conseguimos reparar um comportamento distinto para a compra de produtos diferentes no mesmo estabelecimento. Itens que levam o consumidor a comprar uma vez no mês em maior quantidade e outros mais vezes em pequena quantidade.

Como as formas de consumir são diferentes, as estratégias utilizadas também devem ser distintas. Por isso, separamos algumas estratégias de marketing para padarias em supermercados para te ajudar a vender mais.

Promoção: a vantagem para o consumidor e para o vendedor

Quem trabalha em comércio, sabe que a palavra “promoção” é mágica para as vendas. Claro que para ela ser efetiva deve ser verdadeira. Pois o consumidor precisa enxergar uma vantagem para adquirir o produto em promoção.

Quem não gosta de vantagens não é mesmo? E quando falamos de dinheiro, o cliente ficará muito satisfeito se levar mais produtos por um preço menor. Quando criamos uma promoção, acionamos gatilhos mentais que estimulam a compra através do pensamento de escassez. O consumidor pressupõe que a promoção é limitada e que terá um prazo final, fazendo com que ele não queira perder a oportunidade.

Ainda dentro dessa lógica, criar promoções segmentadas em dias específicos para cada categoria de produto também é uma forma de promoção inteligente. Atrair clientes em dias distintos é uma ótima maneira de organizar suas promoções.

Citamos acima que quando o assunto é validade, os consumidores são extremamente críticos. Mas criar uma promoção a partir de uma quantidade significativa de produtos com o prazo de validade expirado é uma boa opção.

Bolos ou tortas que não são feitos no dia, ou até mesmo o famoso pão que irá vencer no dia seguinte, quando colocados em promoção chamam atenção. Quem já fez esse teste no supermercado, sabe que a saída desses produtos é quase imediata.

Invista em marketing sensorial

Apesar do nome parecer complexo, o marketing sensorial se resume em despertar os 5 sentidos do consumidor. Normalmente as marcas não exploram todos os nossos sentidos. A vitrine de uma loja, por exemplo, está aguçando apenas a visão.

Não está errado você instigar o consumidor usando apenas um sentido. Mas se já consegue vender usando somente um, imagina se explorarmos todos os 5. Quando falamos de padarias dentro do supermercado, explorar a visão, audição, olfato, paladar e tato não é muito complicado.

Quando utilizamos técnicas para despertar os sentidos dos consumidores, instigam o inconsciente e a decisão de compra será tomada pela emoção e não pela razão. Para ilustrar como o marketing sensorial em supermercados pode contribuir com as suas vendas, separamos alguns exemplos.

Em muitos estabelecimentos o investimento em sistemas de som já foi realizado. Basta agora, escolher a música estrategicamente. O som influencia no humor do consumidor, e não queremos compradores mal-humorados. Investir em músicas mais calmas e relaxantes para tocar depois do expediente, perto das 18h, é uma boa ideia.

Na situação atual, degustações estão descartadas, eliminando a possibilidade de explorar o paladar e o tato dos consumidores. Por isso, a expressão “comprar com os olhos” está mais atual que nunca.

Em uma padaria, a “vitrine” já está pronta e tem um papel fundamental para instigar a venda. Mas além de colocar os produtos expostos de uma maneira elegante e organizada, investir em iluminação é fundamental. Luzes adequadas direcionadas para o produto, tendem a valorizá-lo.

Cartazes atraentes aguçam a visão

Quando o assunto é a visão, investir em cartazes atraentes, com cores e imagens coerentes fazem parte das técnicas de marketing em supermercados. Indicações de promoção ou outro tipo de informação relevante ajuda a conduzir o olhar do consumidor.

A Helioprint conta com um sistema que pode te ajudar a criar cartazes estratégicos e visualmente atrativos. O sistema ByPrice é um software online de criação de cartazes promocionais. Com ele, você consegue criar e imprimir cartazes sem precisar de um profissional específico de design. Saiba mais sobre o ByPrice clicando aqui.